• ICP

Eu posso ser Coach ou usar o Coaching em meu dia-a-dia?

Por Renato Morandi



Esta pergunta é feita com frequência por interessados em Coaching.


Muitos que a fazem não possuem a informação de que existem competências que podem ser aprendidas, bem como o auto conhecimento necessário para desenvolver e aplicar tais competências.


As nove competências estipuladas pela International Association of Coaching são:


- Estabelecer e manter um relacionamento de confiança;

- Perceber, afirmar e expandir o potencial do cliente;

- Escutar ativamente;

- Transformação no presente;

- Expressão;

- Esclarecer;

- Auxiliar o Cliente a estabelecer e manter intenções claras;

Convidar possibilidades e auxiliar o Cliente a criar e usar estruturas e sistemas de apoio.


Elas são individualmente detalhadas em três itens: definição, efeito sobre o Cliente e elementos chaves que a compõem.


Muitas instituições provedoras de cursos que desenvolvem habilidades de Coaching e formações de Coaches profissionais adotam uma lista de competências essenciais para o Coach.


As competências das várias instituições assemelham- se, possuindo pequenas diferenças devido ao enfoque dos programas de cursos que ministram. Conhecer as competências desenvolvidas em um programa de formação ou curso de desenvolvimento de habilidades de Coaching e confrontá-las com a carga horária e prazo para realização do programa pode ser um ponto importante a ser conhecido na hora de fazer a seleção do Programa de Coaching.


Ser Coach ou utilizar abordagens de Coaching no dia-a-dia é um aprendizado e qualquer pessoa pode aprender, o que diferencia o caminho deste aprendizado de pessoa para pessoa é o estágio em cada indivíduo se encontra (ex.: nível de auto desenvolvimento, grau de consciência sobre suas ações e o impacto delas nos outros, amplitude de percepção e a sua capacidade de estar presente com o Cliente, entre outros). Assim, para alguns a caminhada pode ser mais longa, mas nem por isso menos interessante, desafiadora e plena de resultados positivos.


Referência: Site da International Association of Coaching