• ICP

Implantando Processos de Coaching em Organizações

Por Margarete De Boni e Renato Morandi


Implementar Processos de Coaching em organizações requer atenção e comprometimento não só com o resultado desejado e sim com todas as etapas de sua implantação. Estabelecer uma Cultura de Coaching em organizações requer uma visão sistêmica para assegurar que ações sejam eficazmente compreendidas e resistências que estão presentes em toda mudança sejam contornadas, restando um convite claro e firme para estabelecimento de uma Cultura de Coaching.

Frank Bresser, no livro "The Global Business Guide", apresenta uma estrutura interessante para utilizar como ponto de partida para Programas de Coaching Organizacionais e também para avaliar, revisar e otimizar iniciativas de Coaching Organizacionais existentes.

Baseado em 10 Fatores de Sucesso Chaves e 3 Fatores Subjacentes, Bresser propõe e exemplifica, utilizando cases sólidos, um método passo a passo para implementar Programas de Coaching em Organizações.

Ao compreender o método proposto, pudemos perceber um padrão que amplia e aporta consciência para refinar intervenções. Este padrão tem a ver com o conceito criado por Ken Mellor e Eric Schiff chamado "Desqualificação": um mecanismo interno da pessoa que desconsidera (acreditando ou agindo) algum aspecto de si, do outro ou da realidade, como se ele fosse menos significativo do que realmente é.

Na implantação de um Processo de Coaching Organizacional, propõe-se utilizar os modos de desqualificação - existência, importância, possibilidade de mudança e habilidades pessoais - propostos por Mellor e Schiff, para identificar sistemicamente os conteúdos dos assuntos que deverão ser abordados em cada etapa proposta por Bresser.

O relacionamento destas duas abordagens traduz-se em uma maior clareza nas intervenções necessárias durante a implantação e acompanhamento de Processos de Coaching Organizacionais, pelos profissionais envolvidos nesta atividade. O resultado esperado é uma menor energia aplicada pelos patrocinadores na implantação (mudança!) e manutenção (aprimoramento!) do Processo de Coaching, maior número de adeptos e o desempenho desejado.


Os 10 fatores-chave de sucesso:


1. Desenvolvimento específico para a organização de uma compreensão do Coaching: Consideração do que EXISTE de particular na organização que leva a implementação de um Processo de Coaching e a forma como esta organização o entende no contexto atual e específico. Definir "O que é coaching para uma organização?" é compreender o âmago do Coaching e ajustá-lo à realidade experimentada no presente, com olhar para o futuro, traduzindo-o para a linguagem do público específico. Ouvir do público alvo o que é necessário para a credibilidade do processo, que curiosidades existem e o que realmente querem saber, caracterizando assim a existência do Processo.


2. Adoção de uma abordagem sistêmica: Nesta etapa é IMPORTANTE construir o significado do Programa. Pode ser útil um plano compreensível das várias fases do Programa, incluindo implantação, manutenção e avaliação. Conectar o Programa com outras atividades da organização e engastá-lo na estratégia de desenvolvimento organizacional são fundamentais para que a consideração da importância aconteça.


3. Seleção de um nível organizacional adequado para introdução do Coaching: a POSSIBILIDADE DE MUDANÇA, introdução de uma Cultura de Coaching, será realizada pelos integrantes de alto valor estratégico para a organização e detentores de alta autoridade. Levar a estes informações sobre a EXISTÊNCIA de formas e características de Coaching possíveis e como ela se relacionam integra a visão do Processo na organização, aumenta consciência das POSSIBILIDADES DE MUDANÇA , levando à clareza e percepção de escolhas possíveis para aplicação de Coaching.


4. Envolvimento do topo: O fator crítico do sucesso para implementação e aprimoramento de Programas de Coaching é a afirmação pública a partir do topo - EXISTÊNCIA -, assegurando os recursos e suporte necessários para iniciativas de Coaching - IMPORTÂNCIA -, bem como a consistência estratégica ao longo da organização, aumentando a credibilidade do Programa de Coaching - POSSIBILIDADE DE MUDANÇA.


5. Promoção do Coaching como uma abordagem positiva de Desenvolvimento: Coaching trata-se de alto desempenho e excelência, é sobre encontrar uma dinâmica apropriada ótima e a compreensão disto é IMPORTANTE. Seja qual for o nível de desempenho as pessoas potencialmente adicionarão valor e empowerment para qualquer tipo de pessoa facilitando seu autodirecionamento para aprendizado, crescimento pessoal e melhora significativa de desempenho no ambiente de trabalho - desenvolvimento de HABILIDADES PESSOAIS.


6. Criação de valores ganha-ganha ótimos para todas as partes interessadas: A EXISTÊNCIA do Coaching é para integrar requisitos das pessoas, organização, tecnologia e ferramentas de uma forma ganha-ganha. É da natureza do Coaching que os interesses de todas as partes interessadas sejam adequadamente apreciados, considerados e balanceados apropriadamente - IMPORTÂNCIA -, instigando soluções criativas para reconciliar e integrar esses interesses.


7. Atingir plena consistência do Coaching com a estratégia do negócio: Aqui é necessário HABILIDADES PESSOAIS para primeiro posicionar o Coaching estrategicamente e depois assegurar consistência entre medidas de estratégia e o Processo de Coaching.


8. Assegurar transparência completa sobre o conceito de Coaching no todo: informação compreensível precisa EXISTIR em formas e quantidade suficiente para todas as partes interessadas para possibilitar que estes usem o Coaching efetivamente e contribuam de forma positiva para o sucesso do Programa - POSSIBILIDADE DE MUDANÇA. O Coaching torna-se digno de confiança, bem compreendido e atrativo para as pessoas onde todos em uma ideia precisa e expectativas claras sobre os procedimentos e passos, bem como uma ideia racional por trás deles - HABILIDADES PESSOAIS.


9. Avaliar cuidadosa e efetivamente: Uma avaliação é essencial para identificar os resultados atingidos pelo Coaching e aprimorar continuamente o Programa de Coaching - IMPORTÂNCIA. Demonstrando os benefícios das intervenções de Coaching aumentará a credibilidade e aceitação na organização - POSSIBILIDADE DE MUDANÇA.


10. Assegure alta integridade e qualidade em todos os níveis: o Coaching produzirá benefícios se for apropriadamente implementado e usado. Uma pequena falta de integridade e qualidade na iniciativa de Coaching pode levar a perdas significativas de confiança, consistência ou funcionalidade - POSSIBILIDADE DE MUDANÇA.


Os 3 Fatores Subjacentes


Estes fatores causam impacto na aplicação de todos os Fatores-Chave de Sucesso e formam um tipo de base para ser considerada.


A. Cultura: Uma tarefa chave das autoridades em RH e pelo próprio CEO, responsáveis pelo Coaching na organização, é levar em conta a Cultura EXISTENTE e desenhar um plano levando-a em consideração e considerar que o Processo de Coaching, por sua vez, irá contribuir para que esta Cultura se transforme - POSSIBILIDADE DE MUDANÇA.


B. Processo de Aprendizado Contínuo: A implementação de Coaching nas organizações requer revisão constante, otimização e envolvimento num processo de aprendizagem - HABILIDADES PESSOAIS. O uso otimizado do Coaching em organizações é um processo de aprendizagem cíclico iterativo, requer integração contínua da teoria e prática do Coaching nos propósitos organizacionais.


C. Implementação do Coaching e aperfeiçoamento da inteligência: É construir a HABILIDADE para iniciar, executar um verdadeiro processo transformativo em direção a uma alta dinâmica apropriada. Esta habilidade para fazer a mudança e transformação na direção de um encaixe ótimo acontecer é a "capacidade de Coaching", algo que não se pode simplesmente pegar num rápido curso intensivo. Necessita-se de crescimento ao longo do tempo com base nos talentos, desenvolvimento profissional contínuo, experiência e comprometimento com aprendizagem contínua na área do Coaching.


Representa-se a seguir uma sequência de passos baseados na combinação de Mellor e Schiff com os pontos identificados por Bresser para gerar ações de implantação de Processos de Coaching em Organizações:



Espiral da Aprendizagem Organizacional


Existe - O Processo de Coaching

1. Desenvolvimento especíłco para a organização de uma compreensão do Coaching

3. Seleção de um nível organizacional adequado para introdu- ção do Coaching

4. Envolvimento do topo

6. Criação de valores ganha-ganha ótimos para todas as partes interessadas

8. Assegurar transparência completa sobre o conceito de Coaching no todo

A. Cultura


Importante - O Significado do Processo de Coaching na Organização

2. Adoção de uma abordagem sistêmica

4. Envolvimento do topo

5. Promoção do Coaching como uma abordagem positiva de Desenvolvimento

6. Criação de valores ganha-ganha ótimos para todas as partes interessadas

9. Avaliar cuidadosa e efetivamente


Possibilidade de Mudança - Reduzir a resistência presente em Processos de Mudança

3. Seleção de um nível organizacional adequado para introdu- ção do Coaching

4. Envolvimento do topo

8. Assegurar transparência completa sobre o conceito de Coaching no todo

9. Avaliar cuidadosa e efetivamente

10. Assegure alta integridade e qualidade em todos os níveis

A. Cultura


Habilidades Pessoais - Desenvolver uma Cultura de Aprendizagem Organizacional

5. Promoção do Coaching como uma abordagem positiva de

7. Atingir plena consistência do Coaching com a estratégia do negócio

8. Assegurar transparência completa sobre o conceito de Coaching no todo

B. Processo de Aprendizado Contínuo

C. Implementação do Coaching e aperfeiçoamento da inteligência